terça-feira, 2 de outubro de 2012

*Juntos, mudamos o Brasil. Agora, é a vez de Santiago

                                         Antônio Bueno.
Meu amigo, minha amiga, companheiro de Partido ou não, estamos quase concluindo mais uma caminhada importante na nossa vida, momento em que podemos concretizar o sonho de todos aqueles que lutam por uma Santiago melhor, moderna, democrática, cidadã, humana, livre das práticas que nos envergonham e tornam uma cidade ridicularizada por todos aqueles que já atingiram outro patamar de desenvolvimento e de cidadania.

Quando coloquei o meu nome a disposição do meu partido (PT) sonhava na unidade plena e na configuração de uma frente única, agregando homens e mulheres que compactuam do mesmo sonho e mesmo objetivo, o fim dessa “DINASTIA” que oprime nosso povo, atrasa o desenvolvimento e exporta mão de obra. Infelizmente, por um conjunto de razões, essa unidade fracassou e acabei assumindo o papel de representar o PT, o PDT e o PPL, nossa história e nossas conquistas em favor dos trabalhadores e, também, o que representamos no cenário local.

Enfrentamos o desânimo inicial pelo fracasso da constituição dessa frente, fomos passo a passo, casa a casa, do nosso jeito militante, acompanhado por poucos mas valorosos companheiros, humildemente, porém, com muita firmeza e convicção, levamos a verdade, analisamos nossa cidade e concretizamos referenciais que ficarão para sempre no imaginário dos Santiaguenses.

Creio que em momento algum decepcionei meus companheiros, apesar das dificuldades, das fragilidades de postura, dos individualismos, da falta de comprometimento de alguns, jamais reclamei ou me abalei, sempre soube que esses problemas viriam e que muitas coisas que planejamos não seriam concretizadas. Estou plenamente satisfeito pois chegamos ao final de campanha com possibilidade real de vitória, sabemos que os “donos do poder” movimentarão toda sua estrutura para enganar e cooptar, contarão com seus parceiros midiáticos com o mesmo propósito, mas acredito muito na força do povo que mesmo no silêncio pode fazer a diferença e fará valer sua vontade.

Por isto, te peço meu amigo e minha amiga, multiplique este e-mail, converse com teus familiares, amigos, vizinhos e colegas de trabalho, conscientize que nossa cidade pode muito mais e que não avançará com a reeleição dos mesmos. Vamos nos libertar das amarras do passado, das posturas ridículas e da opressão coronelista, vamos colocar nossa cidade no lugar que merece estar, uma cidade moderna, pujante, protagonista de desenvolvimento regional, polo de saúde e de educação.

Temos o orgulho de ter construído uma país melhor, agora, com nossa luta e nosso empenho, construiremos uma Santiago cada vez melhor.

*Antônio Bueno - Candidato a prefeito de Santiago pela Unidade Popular (PT, PDT, PPL).

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Debate marcado para sábado não vai mais acontecer

Estava tudo certo para o maior debate desta eleição para prefeito, até que surgiu um impasse de grande relevância para um processo democrático: as regras do jogo. Constatando que elas não estavam claras e nem contribuíam para o equilíbrio do debate (seria possível até mesmo que os mediadores pudessem opinar após as tréplicas, sem nem ao menos poderem ser questionados), a coligação Unidade Popular decidiu que Antônio Bueno não vai participar do evento, posição que foi adotada em conjunto com o candidato Diniz Cogo. Com isso, fica suspenso o debate organizado pelo jornal Expresso Ilustrado e rádio comunitária Central FM, até então marcado para amanhã, 29.

Fonte: http://ptsantiagors.blogspot.com.br/

domingo, 23 de setembro de 2012

Secretário Mainardi veio dar seu apoio a Bueno

O candidato a prefeito Antônio Bueno recebeu em Santiago o apoio de Luiz Fernando Mainardi, nosso secretário estadual da Agricultura, Pecuária e Agronegócio. Em visita ao município, ele participou de ato político no Calçadão, onde também manifestou apoio aos candidatos a vereador pela Unidade Popular. Com Bueno de prefeito, Mainardi será um elo fundamental para o desenvolvimento do setor agropecuário de Santiago. 

                    Mainardi e Bueno no Centro de Santiago.

     Mainardi com Nelson Abreu, candidato a vereador.

  Mainardi (centro) com os candidatos Nelson e Ismail.

sábado, 22 de setembro de 2012

ZH pisa na bola e... na história de Santiago

Santiago foi destaque no jornal Zero Hora. Porém, nada temos a comemorar. Por quê? Pelo fato de que a Santiago das páginas de ZH não é corresponde a mesma Santiago da realidade. Os erros amadores (se é que foram apenas ''erros") estão sendo amplamente contestados pelos que melhor conhecem a história do município. Afinal, estamos em período eleitoral. A quem serviria tais distorções da história. Leia abaixo e tire suas conclusões a partir da análise publicada pelo blog O Boqueirão, http://o-boqueirao.blogspot.com.br/:

*Uma breve análise - dos equívocos?! - da matéria de ZH sobre as eleições em Santiago/RS

A - já - (no mínimo) polêmica matéria (de hoje) veiculada pelo jornal Zero Hora (do grupo RBS, principal braço midiático do PiG* gaudério) sobre as razões da hegemonia do setor majoritário da direita em Santiago (PP) está eivada de erros, tendenciosidade, imprecisões e declarações equivocadas ... também de setores 'oposicionistas ao PP', sobretudo de parte do ilustre ex-prefeito Vulmar Leite, hoje no PSDB.

Para começo de conversa, a manchete 'O município que é governado há 120 anos pelo mesmo grupo partidário' está errada, pois dá idéia de continuidade, o que não é verdade. No corpo da matéria está o desmentido: " (...) os opositores só conseguiram chegar ao poder por duas vezes, em 1956 e 1993 (...)" Então, cara pálida, o PP e aliados estão no governo municipal, de forma consecutiva, há 16 anos - e não há 120!

Segundo erro: o poeta Aureliano de Figueiredo Pinto é natural de Tupanciretã (seu berço de nascimento), tendo adotado Santiago somente na etapa madura da vida.

A matéria também ‘esquece’ de citar o importante papel do antigo PTB (Partido Trabalhista Brasileiro) de Rubem Lang , na época em ascenso (semelhante ao PT de hoje), com grande apoio popular pelos seus méritos e pela liderança emergente de Brizola (o Dr. Lang parece, na matéria de ZH, ter concorrido e governado sem partido, de 1956 a 1959).

A declaração atribuída ao ex-prefeito Vulmar (de que a razão das derrotas para a ex-Arena é culpa do PT) é sintomática dos motivos pelos quais a ‘unidade da oposição ao PP local’ é muito difícil de ser conseguida. Vulmar esqueceu-se (se verídica sua declaração) de elencar que, dentre os fatores que proporcionaram sua vitória (ou, melhor, a vitória da oposição de centro-esquerda) em 1992 esteve o fato do Partido dos Trabalhadores, mesmo não tendo integrado oficialmente a coligação liderada pelo PMDB/PDT, tê-lo apoiado e participado ativamente da campanha vitoriosa. Como recompensa, depois da vitória o PT foi solenemente ignorado (para dizer o mínimo) na montagem do governo Vulmar Leite (1993/1996)...

Por fim, para comprovar outra imprecisão da matéria, o sociólogo, advogado e blogueiro Júlio Prates (um dos entrevistados por ZH) informa em seu blog que suas avaliações sobre os motivos da hegemonia do PP estão fora de contexto: “(...) a matéria onde eu sou citado precisa ser contextualizada, pois os dados do meu livro PAMPA EM PROGRESSO foram pesquisados em 2003/2004, escritos em 2005 e publicado em janeiro de 2006.” Faço questão de destacar, contudo, que um dos motivos (da hegemonia conservadora) que ele elenca é relevante e merece a atenção, sobretudo, do PT e dos setores de esquerda e populares: como foi olvidado, ao longo dos últimos anos, sobretudo, a intervenção e a disputa nos movimentos populares locais, nas entidades sociais/comunitárias, nas associações de moradores (sobretudo)? Ora, deixar para organizar-se e 'fazer oposição ao PP' apenas nos períodos eleitorais é a receita do fracasso, para a satisfação de quem detém, principalmente, os cabides de emprego e outras 'facilidades' proporcionadas por quem controla - com punho de ferro mas, sobretudo, com a 'caneta' - a 'máquina municipal'.

Então, para os pepistas, entusiastas, adesistas e afoitos, devagar com o andor, pois a coisa não é assim como parece ser...

Aliás, em tempos de governos Tarso e Dilma, quando o Rio Grande e o Brasil crescem, avançam, reparam injustiças históricas, geram emprego, renda, resgatam o papel da cidadania, são respeitados nacional e internacionalmente, Santiago “orgulhar-se” do conservadorismo e do atraso proporcionados pela direita jurássica ... seria dose.

Ainda bem que ZH/RBS, assim como a maioria dos seus colegas do PiG (Partido da Imprensa Golpista) estão cada vez mais desacreditados, pois não é esse o sentimento que auscultamos da maioria da população - que quer mudanças de verdade também no município e que, não por acaso, a matéria tendenciosa de ZH não captou.

ET: Repercussão: A propósito dessa reporcagem de ZH, diz o blogueiro Jorge Loeffler, do conceituado Blog Praia de Xandri-lá: "(...) isto é uma notícia que entristece aos que pensam. Estamos no terceiro milênio e uma cidade deste estado ainda se conserva ouso dizer no medievo em termos de pensamente político. A alternância no poder é e sempre será salutar e por razões óbvias. Pobre cidade que tem um povo politicamente tão pobre." 

*Por Júlio Garcia

domingo, 16 de setembro de 2012

Eleitores indecisos, eleição indefinida

Bueno busca indecisos para passar à frente.
O número de eleitores indecisos é o que deverá definir as eleições em Santiago. A Enquete Atlas sobre a preferência dos eleitores santiaguenses para prefeito - realizada pela Consultoria Atlas de Pesquisas e Enquetes - aponta que 31,7% dos eleitores estão indecisos. Isso indica que a disputa ficará mesmo entre o atual prefeito e o petista Antônio Bueno, já que em primeiro lugar aparece Júlio Ruivo (PP/DEM), com 36,8% das intenções de voto, seguido pelo candidato da Unidade Popular (PT/PDT/PPL), Antônio Bueno, com 19,1%. Mais distante vem Diniz (PMDB/PSDB/PTB), com 12,4%. 

Em entrevista ao blog O Boqueirão, http://o-boqueirao.blogspot.com.br/, Bueno falou sobre a indefinição da corrida eleitoral. Confira: "A enquete apresentada confirma o cenário que presenciamos no dia a dia, um profundo desejo de mudança que se manifesta quase que silenciosamente. Os percentuais desfrutados pelo prefeito atual e candidato à reeleição confirma a imensa insatisfação com a forma com que o seu partido, o PP, administra nosso município. É também notório o crescimento da Unidade Popular com o início da propaganda gratuita e da intensa mobilização dos nossos candidatos, militantes e apoiadores. Esse quadro mostra que o processo eleitoral em curso está totalmente aberto e aqueles que não se manifestaram ainda (os chamados indecisos que, na enquete, aparecem com o expressivo índice de 31,7%) é que decidirão a eleição. Eu e o companheiro João Silveira, juntamente com os demais candidatos à vereança da Unidade Popular, lideranças e militantes vamos redobrar os esforços para ganharmos essas eleições e começarmos um novo ciclo de progresso, oportunidades, cidadania plena e inclusão social que nosso município tanto precisa.", avalia Bueno.

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

*Enquete mostra Bueno em 2º lugar

O blog O Boqueirão, http://o-boqueirao.blogspot.com.br/, divulgou ontem, dia 13,  a primeira Enquete Atlas sobre a preferência dos eleitores santiaguenses para a eleição majoritária deste ano. Eles responderam à pergunta: "Se as eleições fossem hoje, em quem você votaria para prefeito de Santiago?". A enquete foi realizada pela Consultoria Atlas de Pesquisas e Enquetes. Foram mil eleitores entrevistados no período de 25 a 26 de agosto, na cidade e no interior. Os números colocam em primeiro lugar o atual prefeito, Júlio Ruivo (PP/DEM), que aparece com 36,8% das intenções de voto, seguido pelo candidato da Unidade Popular (PT/PDT/PPL), Antônio Bueno, com 19,1%. Mais distante, em terceiro e último lugar, aparece o candidato Diniz Cogo (PMDB/PSDB/PTB), com 12,4%. Os eleitores indecisos somam 31,7%. 

*Esta enquete não se trata de pesquisa eleitoral, descrita no Art. 33 da Lei nº 9.504/97, mas de mero levantamento de opiniões, sem controle de amostra, a qual não utiliza método científico para sua realização, dependendo, apenas, da participação espontânea dos interessados (Artigo 21 da Resolução TSE 23.190/09).

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Atenção especial aos mototaxistas e motoboys

Antônio Bueno vai dar atenção especial aos mototaxistas e motoboys de Santiago. Foi para assumir esse compromisso com todos os que trabalham sobre duas rodas, que nosso futuro prefeito percorreu os pontos onde eles prestam serviço. Bueno se inteirou de como é o trabalho desses profissionais no dia a dia, de como é a realidade de cada um deles num trânsito que está cada vez mais complicado em nossa cidade. Veja fotos de algumas das visitas.




quarta-feira, 12 de setembro de 2012

De porta em porta, olho no olho

Na era das comunicações de massa, a Unidade Popular mantém a tradição de fazer política olho no olho. É assim que Antônio Bueno vem fazendo história, pois é difícil lembrar de outro candidato a prefeito de Santiago que tenha andado por todos os recantos do nosso município. Desde o início da campanha, Bueno vem sendo incansável no diálogo com a comunidade e, portanto, gabarita-se como o candidato que melhor conhece a realidade de nossa comunidade. É o que se espera de um prefeito, e é por isso que é a hora de votar 13, Bueno prefeito. Confira abaixo algumas imagens dos últimos dias.

                                                                                        De bairro em bairro...

   ...Bueno vai conhecendo cada vez mais os anseios da comunidade.

  Deputado federal Paulo Pimenta veio a Santiago dar apoio a Bueno.

                                               Militantes em campanha por Santiago.

                 Candidatas Márcia e Terezinha buscam vaga na Câmara.

terça-feira, 4 de setembro de 2012

*Aos 190 anos de Independência do Brasil

A Independência do Brasil ocorreu no dia 7 de setembro de 1822. A partir desta data, o país deixou de ser uma colônia de Portugal. A proclamação foi feita por Dom Pedro I às margens do riacho do Ipiranga, em São Paulo. Uma das principais causas desta autonomia foi a vontade de grande parte da elite brasileira em conquistar a autonomia política.

Nos dias de hoje, um país independente só pode embasar-se na legitimidade do seu regime político e na participação social dos seus cidadãos. É por tudo isso que a comemoração dos 190 anos do Ato do Ipiranga deve merecer atenção especial, motivando a reflexão e a análise de todos os que pretendem que a independência e a soberania se fundem num Estado que expresse os interesses da massa dos cidadãos.

Nos últimos 10 anos de Governo Petista do presidente Lula e da companheira Dilma, nosso país deixou de ser submisso e andar a reboque das determinações do FMI, quitamos a dívida externa e hoje emprestamos dinheiro, dobramos o poder de compra do salário mínimo, multiplicamos o crédito e possibilitamos que milhões de brasileiros pudessem realizar o sonho de ter casa própria, ter seu automóvel, cursar universidade federal ou particular via Prouni, levamos energia elétrica a todos os recantos com o Luz Para Todos, construímos milhões de moradias populares no Minha Casa Minha Vida, 28 milhões de brasileiros saíram da pobreza absoluta e 36 milhões entraram na classe média.

Continuar cumprindo o projeto de soberania que o 7 de Setembro inaugura, agora, é aprofundar os avanços obtidos nos últimos dez anos.

O trabalho e a ação transformadora de todos os brasileiros e as brasileiras constroem a cada dia uma nação mais desenvolvida, que busca garantir os direitos e oportunidades para todos. Um país que valoriza a educação, promove a saúde, apoia o esporte, fortalece a economia, gera emprego e renda e garante a inclusão. Um país de oportunidades, conquista de um povo forte e trabalhador, que comemora e afirma hoje a sua independência.

*Mensagem da Coligação Unidade Popular

domingo, 2 de setembro de 2012

A vez de Marionzinho vereador

O destaque de hoje pela coligação Unidade Popular é o candidato Sérgio Marion. Grande líder comunitário, ele está prestes a conseguir sua vaga na Câmara de Vereadores e mostrar trabalho. Pelos seus desempenhos nas eleições passadas, pode-se dizer que é um dos favoritos em 2012, já que sua votação vem num crescente. Confira a apresentação de Marion.


Nome: Sérgio Marion
Número do candidato: 13607
Slogan: A sua luta em boas mãos.

Trajetória Política

Técnico em Informática, funcionário público municipal, fui presidente do Bairro Jardim dos Eucaliptos 98/2000, suplente do Conselho Tutelar 98/2004, suplente de vereador em 2000, o candidato a vereador do Partido dos trabalhadores mais votado nas eleições municipais de 2008, em 2011 fui convidado pelo Secretário Fabiano Pereira para fazer parte de sua equipe, como Assistente da Secretária da Justiça e dos Direitos Humanos/RS no (atual) governo Tarso Genro, atualmente represento em Santiago o mandato do deputado Estadual Nelsinho Metalúrgico (PT). Com esta minha breve trajetória eleitor tenha certeza que serei uma voz forte e ativa na camara de vereadores, serei também a ligação de Santiago com o governo estadual (Tarso Genro) e Federal (Presidenta Dilma) em busca de recursos e alternativas as necessidades de nossa cidade. Dia 7 de Outubro Vote Sérgio Marion 13607 e construa junto este mandato.

Propostas

- Lutarei pela Inclusão Social e Digital; 
- Combate (Prevenção) ao Crack e outras drogas; 
- Acessibilidade as pessoas; 
- Sinal de Internet Gratuita a toda a comunidade; 
- Estarei ao lado do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, na defesa dos Servidores; 
- Vale alimentação; 
- Reenquadramento das atendentes e monitoras; 
- Entre outras lutas da categoria; 
- Gabinete Popular; 
- Estarei sempre junto à comunidade, ouvindo suas reivindicações e despertando cada vez mais sua participação nas questões políticas de nosso município. 

Participe e construa junto este mandato. 

Contatos 

Facebook/Orkut: Sérgio Marion 
Twitter: @sergiomarion 

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Rocha: com muitos projetos prontos


Depois de Nelson Abreu, o destaque de hoje da coligação Unidade Popular para vereador é o Subtenente J. Rocha. Veja abaixo as suas propostas para a Câmara Municipal.

O seu voto consciente possibilitará o desenvolvimento de ações/projetos voltados para a melhoria da qualidade de vida da comunidade santiaguense. A burguesia NUNCA ajudará o povo. E-mail: jrocha13222@gmail.com. Tel: 8101 8153.

O Projeto CIDADÃO conta inicialmente com 51 PROJETOS CONFECCIONADOS que serão levados durante a gestão ao conhecimento do Poder Executivo Municipal e posteriormente, cobrados, apreciados e votados na Câmara de Vereadores. A finalidade precípua do Projeto CIDADÃO é lutar ao lado da sociedade santiaguense pelos DIREITOS SOCIAIS como a educação; a saúde; o trabalho; a moradia; o lazer; a segurança; a previdência social; a proteção à maternidade e à infância; proteção ao idoso; a projeção futura dos jovens e adultos; a atenção aos especiais; a assistência aos desamparados; apoio aos comerciantes, agricultores e pecuaristas da circunscrição; incentivar a harmonia entre legislativo, executivo e o povo; entre outros, na forma da Constituição Federal vigente. Como exemplo do trabalho inicial, posso citar e destacar os seguintes projetos:

Projeto CRESCER
GERAÇÃO DE EMPREGO – Objetiva atração de pequenas e médias empresas, visando gerar trabalho, emprego e renda para o município. Município, Estado/RS e União. CUSTO MÉDIO.

Projeto NOTA 10
INCENTIVO À EDUCAÇÃO – Premiar os primeiros colocados dos estabelecimentos de ensino público e particular, visando incentivar os demais alunos. Município e Estado/RS. CUSTO MÍNIMO.

Projeto BAIRRO LEGAL
BEM ESTAR DO POVO e GERAÇÃO DE TRABALHO – Visa primariamente à manutenção e embelezamento dos bairros a ser realizado pelos próprios moradores da localidade devidamente remunerados, havendo CONCURSO entre os bairros semestralmente. Município, Estado/RS e União. CUSTO ELEVADO.

Projeto BOLA PRÁ FRENTE
EDUCAÇÃO, ESPORTE, LAZER e AFASTAMENTO DAS DROGAS ILÍCITAS – O Projeto visa reforçar o aprendizado escolar, incentivar o esporte, estimular o lazer e afastar as crianças e adolescentes das drogas ilícitas. Empresas particulares e União. CUSTO MÉDIO.

Projeto FELIZ IDADE 
LAZER e CUMPRIMENTO DA LEI DO IDOSO – Este Projeto visa primariamente à atenção especial ao idoso, protegendo e lutando pelos seus direitos fundamentais. Município e Estado/RS. CUSTO MÍNIMO.

Projeto VIDA
ENSINAR E ESTIMULAR A VIVER – Através do envolvimento da sociedade, este projeto visa à realização de palestras periódicas em estabelecimentos de ensino sobre educação sexual, drogas ilícitas, entre outras. Município e sociedade em geral. CUSTO MÍNIMO.

Projeto INTEGRAÇÃO
ESPORTE AMADOR – Visa incentivar o Esporte Amador Municipal e Intermunicipal com atividades periódicas e contínuas. Município e Estado/RS. CUSTO MÍNIMO.

Projeto LUZ
APOIAR OS ESPECIAIS – Este Projeto visa o apoio aos portadores de necessidades especiais em todos os aspectos sociais relevantes, principalmente no cumprimento das normas de direito. Município, Estado/RS e União. CUSTO MÉDIO.

Projeto CAVALGADA
PROTEÇÃO À SAÚDE – Visa a redução, promoção, proteção e recuperação das doenças mais alarmantes na sociedade como câncer, AIDS, diabetes, leucemia, tuberculose, entre outras. Município, Estado/RS e União. CUSTO MÉDIO.

Projeto MEU CANTINHO FELIZ 
MORADIA PARA TODOS – Oportunizar junto ao Governo Federal a construção de moradias visando atender as famílias hipossuficientes do município, após cadastro social. Município, Estado/RS e União. CUSTO ELEVADO.

Projeto JOVEM EM AÇÃO
CURSOS PROFISSIONALIZANTES – Melhorar e oportunizar para os jovens, NOVOS CURSOS TÉCNICOS profissionalizantes no SENAI/SENAC, visando à empregabilidade especializada. Município, Estado/RS e União. CUSTO MÉDIO.

Projeto MÃO AMIGA
SEGURANÇA INTERNA – Otimizar a prevenção da segurança interna, para evitar os delitos comuns ocorridos no município e sanear a proliferação de outros ilícitos. Município, Estado/RS e União. SEM CUSTO INICIAL.

Projeto CÂMARA ATIVA
HARMONIA INTERNA – Visa melhorar as atividades da Câmara Municipal, aproximar e harmonizar o Legislativo, Executivo e o povo na busca pelas necessidades públicas. Câmara Municipal. CUSTO MÍNIMO.

Projeto CORAÇÃO VALENTE
DOAÇÃO DE SANGUE. Visa incentivar os órgãos públicos a liberar seus administrados periódica e motivadamente para realizarem doações de sangue ao hemonúcleo local e adjacente, objetivando salvar vidas. Todos os entes públicos de Santiago. SEM CUSTO.

Projeto MINHA TERRA, NOSSA GENTE
APOIO INTEGRAL AOS COMERCIANTES EM GERAL, PECUARISTAS e AGRICULTORES DE SANTIAGO. PROJETO-LEI que visa fazer com que as riquezas públicas municipais circulem apenas no interior do município de Santiago, sob pena de IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA. Incentivos ao comércio, pecuária e agricultura local. Câmara Municipal. SEM CUSTO.

Projeto S. O. S. EMERGÊNCIA 
SOCORRO IMEDIATO ÀS VITIMAS DE SITUAÇÕES EMERGENCIAIS DO MUNICÍPIO. Projeto Lei que visa criar o FUNDO DE EMERGÊNCIA MUNICIPAL (FEM), conta pública especial, que objetiva o SOCORRO rápido aos cidadãos de Santiago/RS vítimas de catástrofe naturais (vendaval, chuva de granizo, etc); remoção médica emergencial (prevenção da vida/saúde); entre outras situações imprevistas que possam trazer prejuízos à comunidade vulnerável e indefesa. Mensalmente será recolhido ao FEM o valor de R$ 20.000,00 (vinte mil reais), depositados em conta pública especial com correção monetária e juros mensais. O FEM visa especialmente prever os gastos públicos das situações extraordinárias inesperadas e socorrer de imediato as necessidades do cidadão santiaguense. O FEM será administrado e controlado pelo Prefeito Municipal, Presidente da Câmara de Vereadores; Secretaria de Assistência Social e sob fiscalização direta do Ministério Público. O FEM somente poderá ser movimentado com as assinaturas do Prefeito Municipal + Presidente da Câmara Municipal + Secretário de Assistência Social.

O FEM evitará o superfaturamento ocasionado pelas despesas extraordinárias realizadas após fenômenos inesperados, enriquecimento ilícito de gestor público e fornecedor dos produtos/serviços/mercadorias necessários ao socorro da comunidade. Todas as despesas emergenciais realizadas deverão ser analisadas posteriormente pela Câmara Municipal, Ministério Público e TCE. Deverá cessar depósitos ao FEM quando este alcançar o valor total de R$ 10.000.000,00 (dez milhões), devendo ser completado continuadamente esse valor máximo após uso emergencial necessário.

OBS: Dentro desse Projeto está previsto a construção do HELIPONTO (Ponto para pouso e decolagem de Helicóptero) em Santiago/RS com aval da ANAC, visando principalmente o socorro rápido às vítimas com risco de perda da vida humana; UTI móvel especializada; manutenção/conservação da BARRAGEM e captação de água potável para a população, assim como a revitalização dos aquedutos de distribuição do ouro branco e criação da Estação de Tratamento de água e esgoto. Município, CORSAN, Estado/RS e União. CUSTO ELEVADO.

PERFIL SIMPLIFICADO DO CANDIDATO: JOSÉ MARIA DA ROCHA é brasileiro, natural de Capela Nova/MG, 17 anos casado com a Senhora JEANNE DUARTE DA ROCHA, possui 02 filhos, WEILLER DUARTE DA ROCHA de 04 anos e KARINNE DUARTE DA ROCHA de 12 anos, é militar do Exército, Subtenente da ativa do 9° B Log, 46 anos de idade, residindo na Cidade desde 2009, é diplomado/formado em Administração de Empresas, está cursando CIÊNCIAS SOCIAIS e JURÍDICAS (Curso de DIREITO na URI/Santiago/RS – 8º Semestre) e encontra-se especializando em DIREITO ADMINISTRATIVO Federal, Estadual e Municipal.

O simples e contínuo investimento na educação da criança e do adolescente é de alta rentabilidade em longo prazo, porque, determinará a promoção humana da criança e do adolescente e, em conseqüência, o progresso ou avanço ético da própria sociedade. Santiago, cidade educadora. “O que mais me preocupa, não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos sem-caráter, nem dos sem-ética. O que mais me preocupa é o silêncio dos bons.” Luther King.

TCHÊ, DÊ UMA FORÇA PARA A DEMOCRACIA EM SANTIAGO

É tempo de renovar para SANTIAGO CRESCER.

GETÚLIO VARGAS, Leonel BRIZOLA, ULISSES GUIMARÃES e LULA são exemplos de LUTA e conquistas sociais, necessitamos de mais gente do povo no governo para inibir a manipulação pela BURQUESIA.

"Pecar pelo silêncio, quando deve protestar, faz do homem um covarde".

Abrahm Lincoln.

Vem aí, NOVAS IDEIAS, NOVOS IDEAIS.

Prezado eleitor/cidadão, a minha luta sempre foi voltada para o interesse público. Executarei a função primordial do Vereador que é a de fiscalizar e controlar cada centavo gasto pelos Poderes Executivo e Legislativo, pois, o povo, deposita fielmente, através do recolhimento dos impostos, taxas e tarifas aos cofres do Município valores que vão gerar as chamadas riquezas públicas e estas, devem ser usadas e empregadas prioritariamente em pró da sociedade santiaguense, visando o bem estar comum da coletividade.

Caso este candidato/cidadão seja eleito um dos representantes da comunidade santiaguense à Câmara Municipal para a gestão 2013/2016 e, não seja um VEREADOR ATUANTE, desde já, assumo o compromisso com você de não mais merecer o seu voto de confiança, assim como, de sua família e amigos.

Deus faz as coisas boas e promove o bem, através das pessoas de bem.

Subtenente J. ROCHA do 9° Batalhão Logístico n° 13.222 candidato a Vereador no corrente ano para a gestão 2013/2016. Não deixe o bom voto para depois, vote treze, dois, dois, dois.

Com você e por você na luta por DIREITOS, JUSTIÇA SOCIAL e CIDADANIA para toda a sociedade santiaguense. Um forte abraço. Que Deus nos abençoe nesta caminhada. Contamos com o seu apoio.

terça-feira, 28 de agosto de 2012

A volta de um trabalhista histórico

      Nelson Abreu e Bueno em campanha no Calçadão.
A Coligação Unidade Popular tem a honra de ter entre seus candidatos a vereador, o trabalhista Nelson Abreu. Da mesma forma, o candidato a prefeito Antônio Bueno se diz orgulhoso de receber o apoio deste pedetista histórico. Nequinho, como é  popularmente conhecido em Santiago, já foi eleito vereador por cinco vezes. Porém, uma fatalidade, uma isquemia, acabou afastando-o da vida pública. Neste período, ele lutou pela vida com todas as forças. E mais uma vez, saiu-se vencedor. Hoje ele está de novo em busca de seu lugar na Câmara, com o número 12.640. E, se eleito, Santiago terá muito a ganhar. Isso por que Nelson já fez muito e poderá dar sequência a seu grande trabalho. Veja abaixo um pouco das contribuições que ele, o nosso querido “Amigo da Galera”, deu ao município. 

- Autor da lei que denominou Santiago “Terra dos Poetas”; 

- Projeto de criação do Procon; 

- Proposta que trouxe a TVE; 

- Cotas de 5% para portadores de deficiência na contratação de estagiários; 

- Gratuidade aos PM’s fardados da BM no transporte municipal; 

- Único vereador que votou contra a taxa de iluminação pública; 

- Instituiu o troféu Caio Fernando Abreu; 

- Lei que criou a Semana do Excepcional; 

- Projeto de Lei “Plante a árvore de seu filho”; 

- Lei que criou a carteira de vendedor ambulante.

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Paim e Bueno: velhos companheiros

Além de lideranças locais, a candidatura de Antônio Bueno conta com apoios de renome nacional. Um deles é o senador Paulo Paim (PT). Na foto, Paim, então deputado federal, está em Santiago ao lado de Bueno, na época candidato a deputado estadual. Portanto, o apoio de Paim a Bueno vem de longa data. Desta vez, o nosso senador quer ver Bueno prefeito de Santiago.

               Paim em Santiago para apoio a Bueno deputado estadual.

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Na cidade e no interior

A campanha para eleger Antônio Bueno prefeito de Santiago não para de crescer. As propostas estão sendo levadas a todos os cantos do município, enquanto que cada cidadão também expressa o quer de melhor na administração da prefeitura. E tem sido assim: dialogando com a comunidade já estamos construindo um Santiago muito melhor. Nesta semana, Bueno e João Silveira estiveram no bairro Corte Sete (cidade), na Vila Bethânia e Vila Branca (interior), além de marcarem presença na Apae de Santiago para a abertura da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla. Veja imagens da semana.

      Bueno (à direita) e João na Apae de Santiago.


















terça-feira, 21 de agosto de 2012

Correção de "Expresso x A voz do povo"*

A coordenação de campanha da Unidade Popular vem por meio deste, manifestar que houve ambiguidade textual na nota "Expresso x A voz do povo", publicado no último sábado neste blog, a qual já foi editada para evitar mal-entendidos. Não quisemos afirmar que a prefeitura compra a imprensa, tampouco o jornal Expresso. Nossa intenção foi questionar o que parece ser apoio ou proteção do jornal ao grupo político que está na prefeitura. Talvez por que se o jornal se sentir livre para fazer críticas, a prefeitura ameasse retirar publicidades oficiais, e até mesmo o faça. Infelizmente nosso sistema, apesar de democrático, dá margem a esse tipo de pressão por quem está no poder. Porém, continuamos entendendo que a dita enquete sobre a preferência do eleitor para prefeito não corresponde à realidade e, no mínimo, deve ser entendida como puro amadorismo.

*Coordenação de Campanha da Unidade Popular

sábado, 18 de agosto de 2012

Expresso x A voz do povo*

Santiago é uma cidade maravilhosa, de uma gente carinhosa e fraterna, um lugar especial para viver. Nesta terra, grandes poetas nasceram e viveram, artistas a cantaram e muitos de fora por aqui fizeram morada. Porém, em Santiago não se pode espiar por cima do muro. A partir do momento em que se busca certas respostas, você passa a ser perseguido, ou tratado com desrespeito.

A necessidade da manutenção do poder, por parte de um grupo político, faz com que usem de todos os métodos para isso. A compra de meios de comunicação parece ser real. Na sexta-feira, o jornal Expresso Ilustrado divulgou uma “sondagem” feita sem nenhum conteúdo técnico, sem metodologia e, portanto, sem valor de pesquisa e sem credibilidade. Mas o mais interessante é que estes dados fornecidos na dita “sondagem” são brutalmente diferentes dos que encontramos em nossas amostras e pesquisas internas.

Também é gigantesca a distorção, se comparada com a realidade das vilas e bairros, onde constatamos o desejo eminente de mudança e avanços.

É evidente o desespero por parte deste grupo político, a partir do momento em que voltam a usar de práticas coronelistas e antidemocráticas. Nós repudiamos estas práticas e temos a certeza de que nosso povo não se deixará enganar por essas tentativas mesquinhas de influenciar o eleitorado e saberá votar de acordo com suas reflexões.

*Coordenação de Campanha da Unidade Popular

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Um apoio de peso

Além do apoio maciço que vem recebendo da comunidade, o candidato a prefeito de Santiago pela Unidade Popular (PT, PDT e PPL) também é o preferido de muitas lideranças, sejam elas locais, estaduais e regionais. Nesta semana, o deputado estadual petista Valdeci Oliveira enviou vídeo de apoio a Antônio Bueno. Só que não se trata apenas das palavras de um correligionário. Valdeci é, sem dúvida, um dos parlamentares que mais dá atenção a Santiago. Em Porto Alegre, se dedica às causas da nossa comunidade, busca soluções para os problemas, enfrenta - como se de Santiago fosse - a todos os desafios que se apresentam. É por isso que o apoio de Valdeci Oliveira a Bueno é dos mais relevantes. É um apoio com credibilidade, de um deputado que não vem apenas na hora de pedir votos, mas está sempre presente no município, dando retorno aos seus eleitores. Confira o vídeo abaixo.

terça-feira, 14 de agosto de 2012

Dias de muito trabalho

A campanha da Unidade Popular segue a todo vapor. Nos últimos dias, o candidato a prefeito Antônio Bueno percorreu Santiago, conversou com a comunidade, esportistas, comerciários, empresários e com seus funcionários... Bueno foi ao interior; esteve também na nossa barragem, onde o governo estadual está investindo para que não precisemos racionar água. Ou seja, Bueno está fazendo aquilo que se espera de alguém que quer governar um município. Mais que isso, Bueno está fazendo aquilo que se espera de um político que quer melhorar o seu município, de um político que quer prosperidade ao seu povo. O internauta pode ver nas imagens abaixo um pouco do que foi feito nessas atividades. Imagens que falam por si: com tanta vontade de trabalhar, é hora, sim, de mudar e eleger Bueno prefeito. Confira.

                                                                           Com e equipe de judô Aliança.

              Batista recebe Bueno e o deputado estadual Valdeci Oliveira.

                               Conversando com morador do bairro Guabiroba.

                                                                 Em Lava Pés, no interior.

                                                   Em visita ao comércio de Santiago.

Na comunidade de Lava Pés, com o deputado federal Dionísio Marcom.

                                                              Na barragem do município.

                                                                                        No Centro de Santiago.

                                                                        No Distrito Industrial.

                                                                           No bairro Guabiroba.

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

domingo, 5 de agosto de 2012

Missão cumprida no debate

Bueno, à esquerda, respondendo ao mediador Jones Diniz.
A coligação Unidade Popular (PT, PDT e PPL) avaliou como amplamente positiva a participação de Antônio Bueno no primeiro debate entre os candidatos a prefeito, realizado há pouco pela Rádio Santiago. Bueno conseguiu deixar claro para a comunidade as diferenças entre suas propostas para o município e as propostas dos demais candidatos. Veja os destaques.


  Domingo de debate também teve carreata pró-Bueno.
Saúde
Na saúde, Bueno propôs uma guinada, da saúde curativa para a preventiva, além de permitir a participação independente do CMS (Conselho Municipal de Saúde), que será despolitizado, permitindo assim a livre fiscalização da saúde em Santiago.

Agropecuária e indústria
No ramo da agropecuária, a ideia também é clara: trabalhar em prol dos pequenos produtores, com projetos que agreguem valor aos seus produtos. Já para a indústria, Bueno quer um grande avanço. Falou no debate, que pretende uma grande impulsão ao setor. Tanto para o pequeno produtor quanto ao empresariado local, o candidato da Unidade Popular vai atuar também para a ampliação de mercados, garantindo que nossos jovens não precisem ir embora de Santiago, já que essas iniciativas também vão em direção da geração de empregos.

Educação
Como prefeito, Bueno vai dar total atenção à educação. Não ficou em cima do muro. Garantiu que vai manter as escolas do interior, valorizando as comunidades onde estão instaladas. Bueno também quer preparar nossa rede de educação para assumir todo o ensino fundamental, já que é uma tendência em todo o país a partir das políticas do MEC (Ministério da Educação e Cultura). Com isso, Bueno também vai aplicar recursos na estrutura física de todas nossas escolas, garantindo que possam bem servir os estudantes e que estejam em ótimas condições de trabalho aos professores.

Valorização dos funcionários
No que tange ao funcionalismo público, já faz parte do programa de governo a nomeação apenas mediante concurso público e melhorias no plano de carreira. No debate, Bueno ratificou seu compromisso de valorizar todos os funcionários da prefeitura, além de que vai pagar o piso nacional dos professores.